Conquista Urgente

Conquista Urgente


Febre amarela: Reações graves à vacina são analisadas por Fiocruz e universidade dos EUA

Quarta | 19.04.2017 | 18h11


(Foto: Reprodução)

Os efeitos adversos graves da vacina contra a febre amarela, embora raros, preocupam as autoridades médicas e de pesquisa dentro e fora do Brasil. Para tentar identificar as causas, pesquisadores da Bio-Manguinhos, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), e da Universidade Rockefeller, dos Estados Unidos, iniciaram uma parceria para estudar fatores individuais para o problema, que pode ter origem genética. Entre os possíveis efeitos adversos da vacina contra febre amarela, o mais grave é a doença viscerotrópica, que pode causar choque, derrame pleural e abdominal, além de falência múltipla dos órgãos. O pesquisador Reinaldo de Menezes Martins, consultor científico da Bio-Manguinhos, explicou que os efeitos adversos ocorrem em uma a cada 300 mil pessoas vacinadas e a média é de uma morte a cada 10 a 20 casos em que há reação à vacina. 

Comentários


Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.