Conquista Urgente

Conquista Urgente


Resultado da busca pela categoria "violência"

Polícia fecha fábrica clandestina que fornecia bebida falsificada para Guanambi e região

Quarta | 28.06.2017 | 18h11
Autor: Sudoeste Bahia


Foto: Reprodução

Uma fábrica clandestina que distribuía bebidas falsificadas no município de Guanambi e em outras cidades da região sudoeste da Bahia foi fechada pela Polícia Civil de Bocaiuva, na região Norte de Minas Gerais, na tarde desta terça-feira (27/06) e três homens foram presos em flagrante. Segundo a corporação, o local falsificava a produção de vários tipos de bebidas alcoólicas destiladas, como cachaça e uísque, e vendia os produtos a valores bem abaixo do mercado, cerca de um terço do preço usual. Os detidos disseram à polícia, que a produção funciona há cerca de seis meses, porém os investigadores acreditam que a fábrica clandestina funcione há mais tempo. No galpão estavam vários toneis e caixas d’água, usados para misturar solventes, aditivos e aromatizantes, usados para chegar próximo ao sabor das bebidas. Além das bebidas, de rótulos nacionais e importados, a PC encontrou selos de inspeção falsos. A PC acredita que os autores faziam venda dos produtos para 129 cidades nos estados de Minas Gerais e Bahia. Conforme a lista divulgada pela polícia, Guanambi era atendida na ROTA 1, juntamente com outros municípios, tais como: Palmas de Monte Alto, Sebastião Laranjeiras, Iuiu, Malhada, Carinhanha, Feira da Mata, Riacho de Santana, Bom Jesus da Lapa, Guanambi, Urandi, entre outros. Ainda segundo a polícia, os acusados, todos maiores de idade, foram presos em flagrante delito e levados à delegacia da cidade. O delegado responsável pelo caso informou que por se tratar de produto destinado ao consumo humano, os denunciados podem pegar de 4 a 10 anos de prisão. A quantidade de bebidas apreendidas não foi informada. O proprietário da fábrica identificado como Márcio Magno de Souza é procurado pela polícia. Ele também era o responsável pelo transporte das bebidas.

BA: Jovem morre após treino; pais dizem que ela pediu desculpas por usar anabolizantes

Quarta | 28.06.2017 | 14h15
Autor: G1 Bahia


Foto: Reprodução/Rede Social

Os pais da jovem Jéssica Avelino Morais, de 25 anos, que morreu após passar mal enquanto treinava em uma academia de Salvador, disseram que a filha fazia uso de anabolizantes para ganhar massa muscular mais rapidamente e que, antes de morrer, pediu desculpas a eles pela utilização das substâncias. Ainda não há, no entanto, informações sobre as causas da morte da jovem e nem se há relação com o uso dos anabolizantes. "Ela pediu perdão a mim e a mãe dela. Depois, deu a parada e não voltou mais", relatou o pai da jovem, Joseval Moraes, em entrevista à TV Bahia. A mãe da jovem, Valdinete Avelino, conta que Jéssica era muito vaidosa e que malhava já há um bom tempo. Sempre ia para a academia depois que chegava do trabalho. "Malhava muito, muito mesmo. Ela corria muito na esteira", contou. A mãe disse que a filha, no entanto, queria acelerar os resultados da academia e que, por isso, começou a tomar os medicamentos por conta própria, sem passar por um médico. Valdinete ainda afirmou que, inicialmente, a filha tomava as substâncias escondido, sem que ninguém soubesse, mas que depois ela acabou descobrindo. A mãe diz que pediu que ela parasse de toma os medicamentos, mas ela não atendeu.

A VLI- administradora da Ferrovia Centro-Atlântica se posiciona sobre o acidente em Guajeru

Quarta | 28.06.2017 | 13h30
Autor: Brumado Urgente


Foto: Laércio de Morais/Brumado Urgente

A VLI, empresa que administra a Ferrovia Centro-Atlântica, entrou em contato com a redação do Brumado Urgente e emitiu uma nota de posicionamento sobre o acidente em Guajeru. A empresa informa que registrou por volta das 18h30 desta terça-feira (27), uma colisão com um de seus trens em uma passagem em nível em Guajeru, a cerca de 60 km de Brumado (BA). A composição já havia passado pelo cruzamento quando foi atingida em uma das locomotivas por uma motocicleta. Após o impacto, o maquinista parou o trem e desceu para verificar o que havia ocorrido. Equipes da empresa acionaram a Polícia Militar e o Samu, que constatou o óbito do motorista e fez o atendimento do garupa, que foi encaminhado a hospital local. A VLI destaca que mantém campanhas constantes ao longo do ano com o objetivo de orientar comunidades sobre a importância de manter um comportamento seguro em relação aos trilhos. Um trem carregado é um veículo muito pesado e pode levar até 1km até parar completamente após o acionamento dos freios. Por isso, conforme indica o Código de Trânsito Brasileiro (art. 29), o veículo sobre os trilhos tem preferência de passagem nos cruzamentos, que são sinalizados com placas que alertam motoristas e pedestres sobre a circulação de trens. Deixar de parar o carro antes de transpor a linha férrea é infração gravíssima.

Janot aciona o Supremo contra a lei da terceirização

Quarta | 28.06.2017 | 11h11


Foto: Reprodução

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, entrou no Supremo Tribunal Federal (STF) com uma ação para que a Corte considere inconstitucional a lei de terceirização, sancionada em março pelo presidente Michel Temer. O procurador-geral pede que o STF conceda uma liminar (decisão provisória) para suspender imediatamente os efeitos da lei. Para Janot, o fato de a lei permitir a terceirização irrestrita da atividade-fim viola o "regime constitucional de emprego socialmente protegido" e fere direitos fundamentais do trabalhador. A atividade-fim é aquela típica do ramo em que uma empresa atua. É o emprego de médico, por exemplo, num hospital particular. Pela lei sancionada por Temer, a terceirização poderá ser aplicada a qualquer atividade da empresa. Na ação, o procurador-geral também argumenta que a lei permite ampliar de forma "ilegítima e desarrazoada" a contratação temporária. Entenda abaixo os principais pontos do projeto aprovado pelo Congresso sobre a terceirização: A terceirização poderá ser aplicada a qualquer atividade da empresa; A empresa terceirizada será responsável por contratar, remunerar e dirigir os trabalhadores; A empresa contratante deverá garantir segurança, higiene e salubridade dos trabalhadores terceirizados; Sobre trabalho temporário: O tempo de duração do trabalho temporário passa de até 90 dias para até 180 dias, consecutivos ou não; Após o término do contrato, o trabalhador temporário só poderá prestar novamente o mesmo tipo de serviço à empresa após esperar três meses.

Guajeru: Jovem de 18 anos morre após colidir a moto com trem, na BA-148

Quarta | 28.06.2017 | 10h06
Autor: Informe Cidade


Foto: Reprodução

Um trágico acidente ocorrido no fim da tarde desta terça-feira (27) na BA-148, trecho que liga Guajeru a Malhada de Pedras, causou a morte do guajeruense Diego Magalhães, 18 anos. Segundo as informações extraoficiais colhidas pelo Informe Cidade, o jovem, que era o condutor da moto e seguia de Malhada de Pedras para Guajeru, chocou-se com o trem de ferro no cruzamento da Rede Ferroviária próximo à Fazenda Cachoeirinha, cerda de 3km de Malhada de Perdas. Com o impacto Daniel não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Um amigo que vinha com ele na garupa da moto teve alguns ferimentos e foi levado para o Centro de Saúde de Malhada de Pedras e não corre risco de morte. Equipes da Polícia Militar e do SAMU-192 seguiram para o local.

Veja como o Presidente Temer se manifestou diante das denúncias contra ele

Terça | 27.06.2017 | 18h06
Autor: G1


Foto: Reprodução

O presidente Michel Temer afirmou na tarde desta terça-feira (27) que não há provas concretas na denúncia por corrupção passiva contra ele apresentada nesta segunda (26) ao STF pela Procuradoria Geral da República. Segundo ele, a peça acusatória é uma "ficção". Foi a primeira fala de Temer desde que a denúncia foi apresentada, na noite desta segunda. Ele fez o pronunciamento no Salão Leste do Palácio do Planalto. O presidente chegou ao local acompanhado de diversos ministros e parlamentares da base aliada, que se postaram de pé ao lado do presidente em sinal de apoio. Veja os principais argumentos utilizados pelo presidente no pronunciamento: Disse que é vítima de infâmia. Cobrou provas concretas. Afirmou que a denúncia é "frágil" e peça de "ficção". Atacou a PGR e disse que ex-procurador se tornou advogado da JBS. Disse que os acusadores reinventaram o Código Penal e criaram "denúncia por ilação". Afirmou que o "senhor grampeador" Joesley Batista é criminoso. Disse que gravação de conversa com Joesley é "prova ilícita". Criticou o fatiamento da denúncia e disse que PGR quer "paralisar o país". "Somos vítimas dessa infâmia de natureza política. [...] Fui denunciado por corrupção passiva sem jamais ter recebido valores. Onde estão as provas concretas de recebimento desses valores? Inexistem", afirmou o presidente. Na denúncia, Rodrigo Janot afirmou que as provas de que Temer recebeu dinheiro de propina são "abundantes". Antes da denúncia, em um relatório elaborado após as investigações, a Polícia Federal afirmou que as provas colhidas no inquérito indicam "com vigor" que Temer praticou corrupção.

Senadores protocolam recurso para desarquivar pedido de cassação de Aécio

Terça | 27.06.2017 | 17h12
Autor: G1


Foto: Reprodução

Um grupo de senadores protocolou nesta terça-feira (27) um recurso no Conselho de Ética do Senado solicitando o desarquivamento do pedido de cassação do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG). O documento é assinado por cinco senadores titulares do Conselho Lasier Martins (PSD-RS), José Pimentel (PT-CE), João Capiberibe (PSB-AP), Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) e Pedro Chaves (PSC-MS). São necessárias pelo menos cinco assinaturas de senadores titulares do conselho para que o recurso tenha validade. O recurso também tem a assinatura das senadoras Regina Sousa (PT-PI), Ângela Portela (PDT-RR) e Vanessa Grazziotin (PC do B-AM), que são suplentes no Conselho de Ética. Na última sexta (23), o presidente do Conselho de Ética, senador João Alberto (PMDB-MA), arquivou monocraticamente o pedido de cassação do parlamentar tucano. Ao arquivar o pedido de cassação, o senador do PMDB alegou que a representação do PSOL e da Rede contra Aécio era "improcedente". Elaborado pelo gabinete do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), o recurso que tenta forçar a instauração do processo disciplinar ressalta que a alegação do presidente do Conselho de Ética é “descabida”. “Esperamos que o senador João Alberto convoque o quanto antes uma reunião para análise deste recurso. Se recebimento de propina não for quebra de decoro parlamentar, nada mais é”, afirmou Randolfe. “O Conselho de Ética e Decoro do Senado não pode virar Conselho de Estética e Decoração”, ironizou o deputado Chico Alencar (PSOL-RJ). Depois que o recurso for protocolado, caberá a João Alberto convocar uma reunião para que os 15 titulares do colegiado analisem a possibilidade de desarquivar o pedido de cassação.

Motorista perde o controle do veículo e capota entre Rio de Contas e Jussiape

Terça | 27.06.2017 | 15h29


Foto: Reprodução

O acidente ocorreu nesta segunda-feira (26) na BA-148, no trecho entre os municípios de Rio de Contas e Jussiape. De acordo com informações obtidas pela reportagem do L12 Sudoeste, ele estava trafegando pela BA, quando perdeu o controle do veículo, um CrossFox, de cor amarela, de placa policial DXD-6644, licença de Jussiape, que veio a capotar, parando às margens da rodovia com as rodas levantadas. Apesar do susto, o motorista não se feriu.

Barra do Choça: Onda de violência contabiliza 6 mortos, 1 ferido e 6 apreensões em 5 dias

Terça | 27.06.2017 | 14h06
Autor: Blitz Conquista


Foto: Reprodução

O município de Barra do Choça contabiliza os resultados da onda de violência dos últimos cinco dias: 6 mortos, 1 ferido e 6 apreensões em 3 dias. Guerra entre facções: esse seria o motivo da onda de violência que atinge a cidade de Barra do Choça. Desde o início do ano, foram registrados 16 homicídios na cidade do café. De acordo com a delegada titular da cidade, Gabriela Garrido, a morte de um integrante da facção “2” foi o estopim para que seus comparsas sentenciassem o extermínio de integrantes da facção “3”. Desde então, Barra do Choça vive a onda sangrenta. Ainda segundo a delegada, o pouco efetivo policial, a extensa zona rural e as várias estradas vicinais, que dão acesso a Itapetinga, Conquista e Planalto, fazem de Barra do Choça local propicio para ser usada como esconderijo de traficantes e de drogas. De acordo com a PC, os quatro homicídios ocorridos no final de semana foram elucidados, bem como a tentativa de homicídio de um adolescente. Segundo informou a Polícia Civil, durante uma operação, investigadores foram averiguar a informação que Fernando Damasceno, vulgo Fernandinho, seria um dos lideres do Tráfico de Drogas da Cidade, juntamente com Jeovane Almeida de Oliveira, vulgo One, e os representantes da Facção “BDN – TUDO 03”, autores intelectuais de cinco dos seis crimes violentos ocorridos neste final de semana. Ele reagiu a abordagem policial. Houve revide, sendo Fernandinho baleado e morto. Com ele foram encontrados dois revólveres calibre 38 e drogas. A Polícia Militar apreendeu a motocicleta utilizada nos homicídios. A Polícia Civil afirma que a polícia continua na cidade por tempo indeterminado e nenhum crime ficará sem resposta.

Malhada de Pedras: Jovem morre em acidente entre caminhão e moto

Terça | 27.06.2017 | 12h06
Autor: Brumado Urgente


Foto: Reprodução

Na noite desta segunda-feira (26), por volta das 19 horas na cidade de Malhada de Pedras, em uma estrada vicinal da comunidade de Água Branca, aconteceu um acidente fatal para o jovem identificado como Jamilton Rocha Silva de apenas 20 anos. De acordo com informações, a vítima que estava em uma motocicleta, colidiu frontalmente com um caminhão que seguia na mesma estrada, sendo arremessado para debaixo do veículo tendo morte imediata. A Polícia Técnica esteve no local e informaram que a vítima não usava capacete, e que o motorista permaneceu no local, até a chegada dos policiais. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Brumado para exame de necropsia e já foi liberado aos familiares.

Polícia Federal envia ao STF relatório de investigação sobre Temer

Terça | 27.06.2017 | 08h01
Autor: G1


Foto: Reprodução

A Polícia Federal enviou nesta segunda-feira (26) ao Supremo Tribunal Federal (STF) novo relatório da investigação sobre o presidente Michel Temer. O documento contém conclusões dos investigadores sobre suspeitas levantadas contra o presidente a partir da delação da JBS. Um relatório parcial da PF, sobre corrupção passiva, já havia sido enviado na semana passada, mas a polícia ainda precisava concluir as investigações sobre o crime de obstrução de Justiça. Isso porque os investigadores queriam concluir a perícia técnica da gravação feita pelo empresário Joesley Batista de uma conversa com Temer. O laudo apontou que não houve edição no material, conforme argumenta a defesa do presidente. Segundo o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, Temer e o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) agiram em conjunto para barrar as investigações da Operação Lava Jato. Ainda de acordo com o Ministério Público Federal, o presidente deu "anuência" ao repasse de dinheiro, pela JBS, a Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para que o deputado cassado não feche acordo de delação premiada. Desde que as delações da JBS se tornaram públicas, o presidente tem rebatido todas as acusações e dito que não atuou para beneficiar a JBS e nem teme delação premiada. Além disso, Temer processou Joesley Batista, dono da JBS, por calúnia, injúria e difamação.

Encceja: Prova que concede diploma do ensino médio e fundamental será em outubro

Segunda | 26.06.2017 | 18h10


Foto: Divulgação

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) anunciou nesta segunda-feira (26) as novas regras do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja), prova que vai substituir o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como diploma do ensino médio. REGRAS E DATAS DO ENCCEJA; Data da prova: 8 de outubro (manhã e tarde); Inscrições: 7 a 18 de agosto; Quem pode fazer: 15 anos - nível fundamental; 18 anos - nível médio; Como será a prova: Redação + 30 itens de múltipla escolha por área, somando 120 questões; Pontuação: recebe o diploma que tirar ao menos 50% em cada área, inclusive na redação; O que vai cair na prova: O Inep diz que a prova terá as mesmas referências do Enem. O edital com detalhes será publicado em 24 de julho. A prova, que não era aplicada desde 2014, também valerá para a certificação do ensino fundamental. A estimativa é de 222.180 participantes no ensino fundamental e de 815.731 candidatos de nível médio. Serão 564 municípios participantes, em contraste com as 1,7 mil cidades onde o Enem aconteceu em 2016. O Inep vai aplicar e corrigir as provas do Encceja. Os diplomas serão distribuídos pelas secretarias estaduais de educação ou pela instituição aplicadora da prova.

Sudoeste baiano: Jovem morre após ser espancado com pauladas na cabeça

Segunda | 26.06.2017 | 17h31
Autor: Blog do Rodrigo Ferraz


Foto: Reprodução

O jovem Edson Santos foi atingido por vários golpes de pauladas na cabeça durante uma discussão no município de Boa Nova, na região Sudoeste. De acordo com a Polícia Militar, em matéria no Blog do Jeferson Almeida, ele chegou a ser socorrido, mas acabou morrendo por volta das 19h30 deste último domingo (26). Ainda segundo a PM, o suspeito da agressão foi identificado como Ivan Campos, que segue foragido. O caso segue sob investigação da Polícia Civil. Nas redes sociais, amigos e parentes prestam homenagem a Edson e lamentam pelo o ocorrido.

Sancionada lei que permite descontos para compras feitas em dinheiro

Segunda | 26.06.2017 | 14h10
Autor: Tribuna da Bahia


Foto: Ilustração

O presidente Michel Temer sancionou a lei que possibilita descontos para os consumidores caso o pagamento seja feito em espécie, e não em cartão de crédito ou débito. A lei que regulamenta a diferenciação de preços tem como origem a Medida Provisória (MP) 764/2016. A cerimônia de assinatura da sanção presidencial ocorreu no fim da manhã de hoje (26), no Palácio do Planalto. Além de permitir que os comerciantes cobrem preços diferenciados para um mesmo produto em função da forma de pagamento, a medida possibilita a variação do valor em função do prazo de pagamento. Entre as mudanças feitas pelo Congresso ao texto original está a obrigação do fornecedor de informar, em lugar visível, os descontos que são oferecidos, tanto com relação ao meio de pagamento quanto em relação ao prazo. O comerciante que não cumprir essa regra estará sujeito a multas previstas no Código de Defesa do Consumidor. A diferenciação de preços já estava valendo, uma vez que ela foi apresentada por meio de MP. No entanto, como sofreu alterações durante a tramitação no Legislativo, precisa ser sancionada pela Presidência da República para virar lei. A MP foi apresentada pelo Executivo, em meio a um pacote de medidas macroeconômicas que foram publicadas sob a justificativa de possibilitar o aumento da produtividade no país. A expectativa é de que, ao permitir a diferenciação de preços, ela estimule a queda do valor médio cobrado pelos produtos, de forma a evitar que consumidores que não usam o cartão como forma de pagamento paguem as taxas dos cartões, quando embutidas nos preços dos produtos.

Médicos envolvidos em golpe do falso glaucoma podem ser cassados, diz CRM

Segunda | 26.06.2017 | 13h02
Autor: G1


Foto: Ilustração

O Conselho Regional de Medicina (CRM) de Alagoas informou nesta segunda-feira (26) que vai solicitar à Polícia Federal (PF) cópia do inquérito sobre o grupo que dava diagnósticos falsos de glaucoma para fraudar recursos da saúde. O presidente do Conselho, Fernando Pedrosa, disse que os médicos envolvidos no esquema podem ter o registro profissional cassado. Quatro suspeitos foram presos em uma operação deflagrada no dia 13 deste mês e liberados dias depois. Entre eles está o médico André Born, que já foi secretário adjunto da Saúde em Maceió e ocupou cargos no Ministério da Saúde em 2016. Os nomes dos outros não foram divulgados. As investigações apontam que a quadrilha agia, além de Alagoas, na Bahia, em Sergipe e Goiás e desviou em torno de R$ 30 milhões da saúde pública. O paciente recebia um diagnóstico falso de glaucoma e era orientado a usar colírios. Pedrosa falou que é preciso ter provas para poder avaliar a situação dos profissionais. “Se for comprovado [o crime], haverá a aplicação de penalidades do Conselho, que vai de uma advertência até a cassação do registro médico”, informou o presidente, ao dizer que no caso de punições, o médico terá o direito de defesa.