Conquista Urgente

Conquista Urgente


Resultado da busca pela categoria "moda"

Indústria terá padrão para roupas conforme medidas de brasileiros

Domingo | 08.11.2015 | 17h00


(Foto: Reprodução)

Aquele problema de vestir um jeans 38 em uma loja e 42 em outra poderá deixar de ser tão comum a partir do ano que vem. Representantes de universidades, das indústrias e de varejistas se uniram em um estudo a fim de definir novas normas para as medidas de roupas no país. O projeto, iniciado em 2006, passou a fazer medições em 2012 e agora segue para validação. A expectativa é que a pesquisa, que tem inclusive uma espécie de raio­x para tirar medidas, vire uma referência permanente aos fabricantes. "As referências criadas permitirão que a indústria desenvolva produtos maisaderentes ao biótipo brasileiro, trazendo uma maior assertividade para o consumidor em relação ao tamanho", afirma Marcelo Ramos, gerente do Senai/Cetiqt. Ramos também diz acreditar que a norma poderá ajudar as vendas on­line no país. "[A norma] trará uma confiança maior na compra sem que se possa experimentar." Representantes do setor, porém, evitam falar em padronização obrigatória a ser adotada pelos fabricantes. "Os produtores deverão partir de um referencial de corpo nacional. Assim, teremos basicamente a mesma numeração", diz Fernando Pimentel, diretorsuperintendente da Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção). 

Miss Distrito Federal é aprovada em seis concursos e se torna juíza aos 28 anos

Terça | 10.03.2015 | 12h16


Foto: Reprodução

Após desfilar pelas passarelas de países como China, Tailândia e Filipinas e ser eleita a mulher mais bonita do Distrito Federal em 2011, a modelo Alessandra Baldini decidiu atuar na Justiça brasileira, agora como Juíza. Bacharel em direito e pós graduada pelo Ministério Público, Baldini foi aprovada em seis concursos nos últimos três anos. Ela enfrentou uma concorrência de 90 candidatos por vaga e tomou posse como juíza do Tribunal Regional Federal, na capital do país. "Fiz vários cursos, desde os mais genéricos até os mais específicos, e fazia várias provas de concursos diversos, bem como realizava exercícios e simulados em casa", contou em entrevista ao G1. Questionada sobre a reação das pessoas diante da múltipla jornada no mundo das passarelas e do direito, a magistrada revelou que sofreu preconceitos e teve sua capacidade posta em dúvida. "As pessoas ficam surpresas ao saber que uma modelo-miss passou em vários concursos e hoje é juíza federal. Na verdade isso deixa a vitória ainda mais gratificante", disse. Alessandra conta que agora não pretende mais realizar concursos e promete se dedicar totalmente a magistratura.