Conquista Urgente

Conquista Urgente


Resultado da busca pela categoria "cultura"

Projeto autoriza uso de adereços culturais em fotos de documentos

Terça | 18.07.2017 | 20h06
Autor: LeiaMais.Ba


Rogéria Ferreira. Foto: Wilton Júnior/Estadão

Projeto do senador Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) assegura aos cidadãos o direito de usar nos documentos oficiais fotografias em que estejam com adereços ligados à sua identidade cultural. O PLS 104/2017 autoriza, em carteiras de identidade e de motorista, fotos com turbante, chapéu, quipá, véu ou qualquer outro elemento que expresse relação com uma comunidade ou tradição cultural reconhecida pela sociedade brasileira. O texto, apresentado em abril, foi encaminhado para exame na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), onde receberá decisão terminativa. Se aprovado, poderá seguir diretamente para avaliação na Câmara dos Deputados, a menos que haja recurso para votação final no Plenário do Senado. A relatora na CCJ é a senadora Lídice da Mata (PSB-BA), que apresentará o texto para embasar a discussão e votação da matéria pelos colegas. Origens: Valadares se inspirou em decisão da Procuradoria-Geral do Estado do Rio de Janeiro que autorizou o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) a permitir aos fluminenses o uso de fotos com elementos de vestuário relacionados à sua fé religiosa ou cultura. A mudança foi uma resposta ao pleito de cidadã afrodescendente que defendia o direito de ter na carteira de motorista uma foto com turbante, para evidenciar sua identificação com a cultura de matriz africana. Ao justificar o projeto, Valadares afirma que é tarefa do Estado moderno apoiar a livre escolha de pertencimento a comunidades ou tradições. 

Justiça veta 'guerra de espadas' e suspende lei que torna prática patrimônio cultural

Sexta | 23.06.2017 | 10h32
Autor: G1 Bahia


Foto: Reprodução

Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) vetou a realização da tradicional "guerra de espadas" que ocorre durante o período junino na cidade de Senhor do Bonfim, no Recôncavo da Bahia, e ainda suspendeu a lei municipal que tornava a prática um patrimônio cultural e imaterial da cidade. A decisão, que considerou um pedido feito pelo Ministério Público do estado (MP-BA) foi publicada na edição desta quinta-feira (22) do Diário Oficial da Justiça. Quem descumprir a medida pode ser preso e pagar multa de até R$ 10 mil. A associação dos espadeiros do município informou que vai recorrer da decisão. A guerra de espadas havia sido declarada como patrimônio cultural e imaterial da cidade no início de junho, quando a prefeitura sancionou o projeto de lei sobre a prática. A proposta já havia sido aprovada por unanimidade, no final de maio, pela Câmara de Vereadores da cidade. A medida, no entanto, dividiu opiniões na cidade, porque alguns moradores defendem o fim da prática por conta dos perigos de queimaduras nos participantes. No São João de 2016, ao menos 19 pessoas tiveram ferimentos no município. Na quarta-feira (21), um homem foi preso em flagrante e 105 espadas foram apreendidas em Senhor do Bonfim. De acordo com a Polícia Civil, a prisão e apreensão ocorreram durante operação conjunta com o Ministério Público da Bahia (MP-BA), que já havia recomendado à prefeitura do município que não promova, prepare, apoie ou coopere com a execução da guerra de espadas na cidade.

Projeto que antecipa feriados para as segundas está em pauta no Senado

Terça | 20.06.2017 | 12h05


Foto: Ilustração

A ideia de antecipar os feriados para as segundas-feiras é a primeira da pauta a ser analisada pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) nesta terça-feira (20). De acordo com o Projeto de Lei do Senado (PLS) 389/2016, que tem esse objetivo, feriados cujas datas caírem entre terça e sexta-feira serão antecipados para as segundas. A proposta, do senador Dário Berger (PMDB-SC), não afeta datas simbólicas como 1º de janeiro, 1º de maio, 7 de setembro e 12 de outubro, nem o Natal, o Carnaval, o Corpus Christi e a Sexta-feira Santa. A medida também não valerá para os feriados que caírem aos sábados e domingos. O parecer do relator Hélio José (PMDB-DF) é favorável à aprovação da proposta, que será votada em caráter terminativo. Além do projeto relacionado aos feriados, a CE tem outros 14 itens em pauta. Também poderá ser votado em decisão terminativa o projeto (PLS 737/2015), do senador Telmário Mota (PDT-RR), que institui os territórios étnico-educacionais (TEE) como forma facultativa de organização da educação escolar indígena. O parecer do relator, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), é favorável à aprovação do projeto. Na justificativa, Telmário argumenta que os territórios étnico-educacionais compreendem terras indígenas, ainda que descontínuas, que sejam ocupadas por povos que mantêm relações inter-societárias caracterizadas por raízes históricas, relações políticas e econômicas, filiações linguísticas e práticas culturais compartilhadas. Esses territórios, estabelecidos após ampla discussão, poderão proporcionar a eles a oportunidade de participar da definição dos caminhos pedagógicos a serem percorridos.

Profissão de baiana de acarajé deve ser incluída na Classificação Brasileira de Ocupações

Sexta | 16.06.2017 | 12h00


Foto: Ilustração

A profissão de baiana de acarajé deverá ser incluída na lista de Classificação Brasileira de Ocupações (CBO). O termo de estudo técnico que irá viabilizar esta inclusão foi assinado nesta sexta-feira (16), na sede da Superintendência Regional do Trabalho no Estado da Bahia (SRTE), no Caminho das Árvores, em Salvador. O documento foi assinado pelo secretário executivo do Ministério do Trabalho, Antônio Correia, a secretária de Políticas para as Mulheres de Salvador, Taíssa Gama, e a Associação de Baianas. Esse termo irá ajudar o ministério a descrever a profissão. De acordo com a presidente da Abam, Rita Santos, essa reivindicação das baianas de acarajé é desde 2009. Com a regulamentação, as baianas vão poder, por exemplo, se cadastrar como microempreendedor individual e incluir a profissão em documentos como passaporte. Apenas em Salvador, o reconhecimento da profissão deve beneficiar cerca de 3.500 baianas de acarajé, segundo estimativa da Associação das Baianas de Acarajé, Mingau e Receptivo da Bahia (Abam). Desde 2005, as baianas são reconhecidas como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).

Polêmica: Campanha pede que sertanejos não se apresentem em festas juninas

Quarta | 14.06.2017 | 18h00
Autor: Tribuna da Bahia


Foto: Reprodução

Artistas como Elba Ramalho, Alcymar Monteiro e Joquinha Gonzaga estão endossando uma campanha chamada 'Devolva meu São João', que critica o protagonismo cada vez maior de cantores sertanejos nas festas juninas, em vez das tradicionais apresentações de grupos e cantores de forró. No último domingo, 11, durante um show na Avenida Paulista, em São Paulo, Elba Ramalho se pronunciou sobre a campanha, relatando que o sertanejo está invadindo redutos tradicionais do forró. Após a campanha ganhar força nas redes sociais, a sertaneja Marília Mendonça falou sobre o tema durante apresentação em São João da Capitá (PE).  Rebateu a crítica e mandou um recado aos criadores da campanha: "Vai ter sertanejo no São João sim, viu? Porque quem quer é o público", disse ela durante um show em Pernambuco. A fala de Marília não passou despercebida entre os cantores de forró e Alcymar Monteiro, conhecido como 'Rei do Forró', criticou duramente a sertaneja, chamando suas músicas de 'breganejo' num áudio de WhatsApp, que acabou sendo divulgado na internet. Após críticas, Alcymar resolveu se pronunciar e esclarecer o motivo de suas críticas com um post em sua página do Facebook. Sob a hashtag #DevolvamMeuSãoJoão, ele explica que não teve intenção de ser machista em suas declarações e ressalta as tradições da festa junina, que teve como 'pai' o artista Luiz Gonzaga. No fim de sua publicação, o Rei do Forró mandou um recado: "Quem conviveu com Gonzaga não se contenta com pouco. Tem que ter gogó e cabeça. Não pode se fazer de mouco. Enquanto vivo estiver serei um defensor intransigente da minha cultura nordestina. Não porque é melhor ou pior, mas porque é genuína! Por isso encarecidamente peço aos que só querem atenção: Deixem em paz o meu Nordeste, e devolvam meu São João!".

Vitória da Conquista promove ação em prol do Maio Amarelo

Segunda | 29.05.2017 | 10h30
Autor: Mara Ferraz


Foto: Divulgação

Em apoio a Campanha Maio Amarelo, a Faculdade Maurício de Nassau em Vitória da Conquista, realizou no domingo (28), a ação “Criança no Trânsito”, com o objetivo de auxiliar na conscientização e educação das crianças no trânsito. Os estudantes dos cursos de Arquitetura, Design de Interiores e Ciência da Computação criaram uma mini pista de trânsito onde os participantes tiveram a experiência de estar em uma via pública, na condição de pedestre ou condutor. Os estudantes do curso de Pedagogia  também realizaram dinâmicas e integração cpm as crianças. Para a coordenadora do curso de Arquitetura, Carolina Issa, ações como essa contribuem para que os participantes possam visitar e explorar locais públicos da cidade que proporcionem novas aprendizagens. “Foi um momento de orientações para conduzir as crianças nos diversos meios de locomoção e transporte”, pontua. O evento contou com o apoio do SIMTRANS – Sistema Municipal de Trânsito e o Shopping Boulevard e a concentração foi na Olívia Flores, estrada da UESB, bairro Candeias, às 8h30. Mais informações pelo telefone (77) 3429. 6458. A próxima ação será em breve no SESC - Serviço Social do Comércio. Sobre o Maio Amarelo; O movimento Maio Amarelo surge com o objetivo de colocar em pauta, entre o Poder Público e sociedade civil, questões relacionadas à segurança no trânsito. Atualmente, de acordo com a OMS, 90% das mortes causadas em acidentes estão presentes em países em desenvolvimento, o que inclui o Brasil.



Barra da Estiva entra para o Mapa Turístico Brasileiro

Sexta | 26.05.2017 | 12h07


Foto: Reprodução

Na última quarta – feira (24) houve na Câmara de Vereadores de Andaraí, uma reunião com representantes da Secretaria de Turismo do Estado da Bahia e Ministério do Turismo, e foram tratados assuntos referentes à atualização do Mapa Turístico Brasileiro 2017. Na oportunidade, foi assinado o termo de adesão ao Programa de Regionalização do Turismo, tornando Barra da Estiva integrante da região turística da Chapada Diamantina – Circuito do Diamante. O secretário Admo Marcelo, assinou o referido termo e assim garantiu para Barra da Estiva o crescimento no âmbito do turismo, a valorização do turismo municipal, assim como, a oportunidade de atrair turistas para Barra da Estiva. Na gestão anterior, os primeiros passos foram dados para que Barra da Estiva fosse incluída no Mapa Turístico e a atual gestão vem dando prosseguimento ao processo, já que Barra da Estiva possui um grande potencial turístico, vindo futuramente a ser essa uma das áreas a alavancar a economia local, assim como já acontece em outros municípios. Alguns dos atrativos em Barra da Estiva são: Cachoeira do Bom Jardim, Comunidades Quilombolas e suas tradições, além de uma vasta beleza natural.

Guerra de espadas: Câmara aprova projeto e tenta legalizar prática como patrimônio cultural

Quinta | 25.05.2017 | 10h00
Autor: G1 Bahia


Foto: Reprodução

A Câmara de vereadores de Senhor do Bonfim, na região norte da Bahia, aprovou por unanimidade um projeto que visa transformar a tradicional guerra de espadas, que ocorre durante o período junino, em patrimônio cultural da cidade. A medida, no entanto, divide opiniões na cidade, porque alguns moradores defendem o fim da prática por conta dos perigos de queimaduras nos participantes. No São João de 2016, ao menos 19 pessoas tiveram ferimentos no município. A atividade é considerada ilegal, mas a câmara de vereadores informou que pretende se reunir com Exército, Polícia Civil e Ministério Público para tentar legalizar a guerra de espadas. O projeto aprovado na casa legislativa municipal agora segue para sanção do executivo. A assessoria de comunicação da prefeitura da cidade disse que ainda não recebeu o documento, mas que logo que isso acontecer o projeto deve ser aprovado e publicado no Diário Oficial do município.

Chapada: Exposição mostra vida de mulheres nas pedreiras

Sábado | 20.05.2017 | 18h00
Autor: Correio da Bahia


(Foto: Alexandre Augusto)

Elas vivem exclusivamente da própria produção, trabalham de sol a sol para ganhar R$55 por cada mil paralelepípedos feitos. Durante o dia se vestem de trapos para fugir das lascas de pedras que podem rasgar a carne. Longe de se sentirem exploradas, elas se mostram dignas, altivas e não esquecem das vaidades femininas. O cotidiano dessas Mulheres de Pedra é revelado na exposição do jornalista, publicitário e escritor Alexandre Augusto que, durante um ano, percorreu a Chapada Diamantina, especificamente nos municípios de Itatim e Itaetê, retratando a vida nas pedreiras. A exposição de fotografias Mulheres de Pedra será aberta, no Teatro Gregório de Mattos, no dia 24 de maio, às 19 horas, para convidados, e 25 para o público. Aberta e gratuita, quem tiver a oportunidade de apreciar as 21 fotos coloridas e impressas em pigmento mineral sobre Canson Platine terá mais que a possibilidade de ver uma reportagem contada com imagens, mas uma experiência sensorial, onde os sons das ferramentas batendo nas pedras, a água correndo e um fundo musical suave encontra o cenário perfeito montada com pedras reais e iluminação específica para transportar o visitante para as pedreiras , além da leitura de um poema de Cora Coralina, liberada pela filha da poetisa e lida por uma das mulheres de pedra. 



Brumado: Sesoc promove campanha de combate ao abuso e à exploração sexual contra crianças e adolescentes

Terça | 16.05.2017 | 15h01
Autor: Brumado Urgente


Foto: Divulgação

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Cidadania - Sesoc, por intermédio da equipe do Centro de Referência Especializado de Assistência Social - Creas Chico Xavier, aderiu à Campanha “18 de maio - Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes”. Conforme planejamento com os parceiros estão desenvolvendo as atividades diárias no município em locais estratégicos, como escolas, unidades de saúde e entrevistas em rádios de grande circulação na cidade. A programação teve início no dia 13 de maio com entrevista no Programa “Bom Dia Povo de Brumado”. Dia 15 houve Capacitação dos Agentes Comunitários de Saúde nas UBS. Hoje, 16, Palestra na Unidade de Saúde Ubiraçaba. As próximas atividades serão; 17/05- Palestra na Unidade de Saúde de Itaquarai, 18/05- Blitz Educativa no Posto Rodoviário, 18/05- Entrevista na Rádio 97 News, 19/05- Entrevista na Rádio Nova Vida, 19/05- Cine debate com os funcionários da Fábrica InterCement, 19/05- Pit stop, no semáforo em frente à Cesta do Povo, das 08h às 10h, 21/05- Panfletagem no Estádio Gilbertão, das 13h às 15h30min, 22/05- Palestra nas Escolas Oscarlina e CMEAS, 23/05- Palestras nas Escolas Nice Públio e Projeto Face Nova, 23/05- Cine debate com os adolescentes do Serviço de Convivência e Fortalecimentos de Vínculos do Cras ETS e ID, no auditório do IFBA, 23/05- Cine debate com os adolescentes do Serviço de Convivência e Fortalecimentos de Vínculos do Cras YP da Vila Presidente Vargas, 24/05- Palestra nas Escolas Monteiro Lobato e Escola Nossa Senhora de Fátima, 24/05- Cine debate com os adolescentes do Serviço de Convivência e Fortalecimentos de Vínculos do Cras YP - Escola Manoel Fernandes em Ubiraçaba. 

Bahia: Implementação da Educação Quilombola nos municípios é discutida em Fórum

Quinta | 11.05.2017 | 12h03
Autor: ASCOM-Secretaria da Educação


Foto: Divulgação

Quilombolas e gestores públicos dos 27 Territórios de Identidade da Bahia estão participando, em Salvador, até esta sexta-feira (11), do Fórum Permanente da Educação Escolar Quilombola. A atividade, promovida pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia, acontece no Centro de Treinamento da Secretaria de Desenvolvimento Rural. O objetivo é discutir o fortalecimento e a implementação das Diretrizes Curriculares da Educação Escolar Quilombola, junto aos municípios baianos. A primeira reunião ordinária do Fórum também trata da efetivação da Lei 10.639/2003, que torna obrigatório o ensino da História e da Cultura Afro-brasileira e Africana e da formação de professores. “Estamos discutindo, durante estes três dias do Fórum, sobre a formação de professores no que tange a lei 10.639/2003, mas o foco principal é a implementação da Diretriz Curricular da Educação Quilombola nas unidades escolares dos municípios, que têm o maior contingente de estudantes quilombolas”, explica a coordenadora da Educação para a Diversidade, da Secretaria da Educação do Estado, Erica Capinan.

III Concurso para Escritores Escolares de Poesia e Redação recebe mais de 500 inscrições

Quinta | 08.09.2016 | 13h01
Autor: Ascom / Cultura


(Foto: Divulgação)

A 3ª edição do Concurso para Escritores Escolares de Poesia e Redação bate recorde superando as edições de anos anteriores com a soma 582 inscrições computadas. Ao todo são 40 cidades participantes, distribuídas entre 15 Territórios de Identidade. O Concurso é uma iniciativa da Diretoria do Livro e da Leitura da Fundação Pedro Calmon/Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), e tem como objetivo principal a sensibilização de estudantes para o universo da escrita criativa.   Voltado para estudantes do Ensino Fundamental I e II, e Ensino Médio, cada candidato teve a oportunidade de se inscrever com obras inéditas - poema e/ou uma redação – ficcional. Por ora, as inscrições estão sendo validadas quanto à documentação exigida em regulamento, para seguir até a próxima fase, que é a avaliação dos conteúdos.  Com tema livre, o concurso teve divulgação ampliada este ano, por meio de campanhas nas Redes Sociais. Tendo alcançado mais de 235 mil usuários na Rede Facebook, vídeos com mensagens de apoio a esta 3ª edição protagonizados pela cantora Margareth Menezes, pelo o ator e humorista Chapolin, o repentista Bule-Bule – que doou 150 Cordeis ao Concurso -, a baixista da banda Scambo, Tatiana Trad e sua filha, Flora Trad e do professor da Rede Pública, Anderson Shon (que ano passado foi campeão de inscrições pelo Educandário Helita Vieira, onde leciona).

 

Bens culturais da Bahia passam a ser acessados pelo Google Maps

Segunda | 05.09.2016 | 19h03
Autor: Ascom / Cultura


(Foto: Divulgação)

Os bens culturais edificados e protegidos oficialmente através do tombamento na Bahia já podem ser acessados pelo aplicativo Google Maps. A ação facilita a busca imediata de endereços e mapas com exatidão real, aprimorando o monitoramento desses imóveis, privados e públicos. A versão para telefone móvel Android também está disponível e de forma prática para acesso via celular. A precisão do sistema faz com que o internauta navegue com todos os dados disponíveis sobre esses patrimônios tombados pelos governos estadual e federal, de qualquer lugar do mundo, desde que com acesso à internet. O trabalho está em desenvolvimento, com cerca de 90% concluído, e abrange todo o estado da Bahia. Foram incluídos bens tombados pelo IPAC e Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) do Ministério da Cultura (MinC). Os dados foram classificados em conjuntos tombados e bens tombados isoladamente. Esses últimos, divididos em arquitetura civil, religiosa, fortes, terreiros e fontes. 

Sudoeste baiano: Cultura da região foi destaque nos Jogos Olímpicos do Rio

Quinta | 25.08.2016 | 08h09


A Olimpíada do Rio 2016 chegou ao fim, mas deixou muitas boas lembranças, uma delas bem especial para o município de Caculé – BA, que teve um sonho conquistado através dos dançarinos de uma de suas quadrilhas juninas – a Busca-pé. A convite da organização das Olimpíadas 2016, em parceria com a Presidência da República, a Busca-pé se apresentou, fazendo parte da programação cultural dos Jogos Olímpicos, no dia 10 de agosto, na Casa Brasil – espaço montado na Praça Mauá, centro do Rio de Janeiro, com a missão de expor a diversidade cultural e esportiva do País.

Conquista: Lançamento do livro infantil Soli, o tigrezinho solitário atrai excelente público

Quinta | 21.07.2016 | 09h58
Autor: Joelma Mª de Caarvalho


Foto: Joelma Carvalho I Conquista Urgente

Aconteceu dia 18 de julho, última segunda -feira na livraria Nobel o lançamento de um livro infantil Soli, o tigrezinho solitário que contou com um público especial: crianças, mas também de muitos adultos.SOLI, O TIGREZINHO SOLITÁRIO, Reflexões sobre superação é o nome do livro da psicóloga Maria Cristina Sá Sobreira.A respeito da pergunta que fiz à autora do livro Soli, o tigrezinho solitário, de como surgiu a ideia do livro Maria Cristina respondeu:“Todo trabalho que eu fazia sempre gostava de utilizar história porque a história a tem um efeito terapêutico também e ai eu criei essa específica primeira vez foi num trabalho que a gente foi fazer na pastoral do menor.O Sêneca foi distribuir presentes para as crianças no dia da criança e o Sêneca tem um tigre como mascote, aí eu disse: vamos criar uma história pra este tigre para alegras as crianças . A gente criou;só que e eu mandei essa história para uma editora pela primeira vez , mas não foi aprovada eu deixei guardada. Aí ficou na gaveta, o tempo passou...Pergunta: Quanto tempo mais ou menos isso?Mais de um ano , ai eu tinha deixado pra lá ; quando eu fui fazer um curso de avaliações neuro-psicológica eu comprei alguns livros na casa da psicóloga e vi que a linha editorial dessa editora parecia com minha história; ai eu modifiquei a segunda parte da história , enviei e então foi aprovada . A gente assinou contrato no ano passado e esse ano foi de gestão até ficar pronto agora.Pergunta: Então o livro é de personagens infantis?Sim. Mas aborda o tema superação que pode ser usado por psicólogos nas clínicas e pode ser usado também por educadores , pelos pais... ele transmite valores , fala sobre amizades, o tigrezinho vai ser capturado e levado para a jaula de um circo... não vou contar o restante... risos ...Após a entrevista a autora fez a apresentação oficial do livro.